22/12/2008

"Sem título"

Quando eu o vi , nem estava parecendo quem em carregou no colo anos atrás . Estava deitado na cama , coberto dos pés à cabeça , magro , abatido , com uma feição triste .
Ele me viu , me elogiou , e nem parecia que a gente estava tantos dias sem se ver .
Me Perguntou se hoje era o Natal , porque eu fui visitá-lo com um Panettone Light na mão .
Eu ri , dei-lhe um beijo , e saí o quarto dele .
Um pouco depois , ele saiu do quarto, tomou um banho e deitou na cama de novo . Sentei do lado dele , e comecei a observá-lo . Ele olhava o teto , com um jeito que parecia que sentia uma dor por dentro . Eu me senti mal , porque eu não poderia ajudar ele . Mas aquela cena ficou em mim , e ainda está . Eu não sei o que fazer . Me sinto uma inútil , que só aparece dias antes do Natal , pra não ficar muito na cara .
O jeito com o qual ele olhava pro teto ... num geral chegou até a ser misterioso . Me indentifiquei, pra falar verdade , com aquilo tudo . A diferença entre o olhar que eu e ele damos pro teto , é que ainda tenho tempo de resolver as coisas , fazer o que eu quero . Ele não . A mulher com qual ele foi casado faz anos , ele perdeu . As coisas pra ele estão passando ... e ele nem sente mais . Fica lá , deitado na cama o dia inteiro , esperando alguma coisa , que ninguém sabe o que é . Ele tem o dobro , o triplo , o sextuplo da minha idade , pra ser bem sincera , já passou tempo demais pra ele . Já tem alucinações , já não sai de casa , já não tem mais vida ...
E eu simplesmente tenho que ficar olhando , sem poder fazer muita coisa , a não ser ir visitar levando Panetonne . Me dói ... mas eu não posso fazer o tempo voltar , pra ver se a feição dele não melhorava agora . Eu não quero ficar assim quando o tempo passar pra mim ... mas por quê será que eu me identifiquei tanto com aquele olhar ?
Espero ter ainda como concertar ... espero ainda ter tempo ...
quando isso vai passar ? ♥;

Um comentário:

© 2014 Conspiração Vital - Todos os Direitos Reservados | Design por Ceres Bifano, Diagramação por  Matheus Pacheco.