07/04/2009

O exagero do café, a tarde ,a falta do que fazer ,o avô e meus sentimentos

Eu, nunca mais tomo muito café à tarde. É jogar o próximo dia no lixo, garanto.

Ontem, enquanto eu estudava feito uma condenada, fui tomar café.
E tomei um copo, e tomei dois, e finalmente, o terceiro copo.

Foi a conta de eu ficar ligadona, ficar acordando de meia em meia hora á noite, conseguir acordar 5:59 da manhã e, chegar super cedo na escola, apesar de ter saído no mesmo horário de sempre.

Entreguei os trabalhos que tinha ralado pra fazer no dia anterior... e depois me deu um ataque de bocejo (já ouviu falar em ataque de bocejo? Pois é... eu já tive um!), e, mesmo assim, não consegui dormir na escola, em nenhuma das aulas.

E só porque hoje eu tava animada, apesar do sono e do ataque de bocejo, eu queria fazer Ed. Física, fui com o uniforme todo bonitinho pra escola, a professora falta.
Eu queria esfregar na cara dela que eu sabia jogar peteca, pôoxa, que injustiça!
E quem se preocupa com isso?

Aí eu chego em casa, e vejo que não tinha ninguém, tirando os 10 cachorros que eu tenho.
Lá vou eu, esquentar comida, almoçar, blá blá blá, e arrumar a casa.
Geralmente eu funciono melhor quando eu to sozinha, amo quando meu irmão vai pra casa da vizinha, mas odeio quando o filho da vizinha vem pra cá.

Passei a tarde inteira fazendo nada, com uma pontinha de ironia porque realmente eu não tinha nada pra fazer.

Sempre que eu reclamo que eu não tenho nada pra fazer é bem na hora que o banheiro tá sujo, a pia cheia de vasilha, pêlo de cachorro pra lá e pra cá ... e eu já tinha feito tudo, e tava fazendo uma forcinha pra lembrar que escola não existia, eu não queria e ainda não quero pegar num caderno hoje.

Meu avô é um doido. Fez um negócio sem sentido com um cara que nunca viu na vida, comprou uma blusa de frio na mão do cara, em troca de outra e 6 reais, vê se pode! Pessoas que passam dos 85 fazem esse tipo de coisa?

E o cara, depois desse dia, sempre vem aqui em casa, sei lá, pra vender roupa de novo, mas só sei que quando o cara apareceu aqui em casa de novo meu avô começou a xingar ele, foi muuito legal, bem na hora que minha mãe chegou e xingou o cara também, só não sei no que deu.


Enquanto essa confusão toda rolava, a vontade de tomar café começava a me subir à cabeça, tava me dando vontade de pôr água pra ferver, mas acabou que eu dormi, não sei por quê.

Mas de qualquer maneira, meu dia passou rápido, eu não vi o pôr-do-sol, não estudei e enquanto fiquei á toa, lembrei que muita gente existia, o que nem fez muita diferença.

Não achei o livro da Zélia Gattai, não estou tendo certeza das coisas que ando sentindo, minha paciência anda curta, eu queria ter nascido menino.

É, eu não aguento isso. eu queria ter nascido menino.
Eu queria coçar o saco, usar calça larga sem cueca, sair pegando as menininhas baixinhas, indefesas e bonitinhas sem nenhum compromisso ...
Será que ser homem é tão fácil assim?
Sem menstruação todo mês, sem ter que sentar de perna fechada, sem precisar de ser tão delicado e/ou sensível, fazer xixi em pé...

Eu sei, é muito estranho, mas e daí?
Eu queria ter nascido menino .

Se eu fosse menino eu poderia tomar o tanto de café que eu quisesse, ai eu poderia dormir até mais tarde, porque eu não ia ter que preocupar muito com o cabelo, só com o bafo pra falar a verdade, apesar de um nunca pentear o cabelo de manhã, ele acorda legal. aí eu poderia também dormir no colo das minhas amigas de sala, claro, eu ia ser muito gato, e, depois poderia chegar em casa, comer toda a comida e dormir de novo.
Então, só acordar no outro dia.

Porque, sinceramente, a vida dos meus irmãos parece ser bem mais fácil que a minha, se é que esse meu sentimento faz dieferença.
Se bem que se eu fosse menino, eu ia acabar gay u_u'
Faça o seu comentario!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© 2014 Conspiração Vital - Todos os Direitos Reservados | Design por Ceres Bifano, Diagramação por  Matheus Pacheco.