04/05/2009

Eu andava sem direção e fitava o céu. As nuvens pareciam ser algodão rasgado, jogado em cima de um tecido de puro e incontestável azul anil.
Não sabia exatamente o que pensar. Era muita coisa na minha cabeça.
Tirando o fato de que eu li um livro muito grande em menos de dois dias, e a história não saía da minha cabeça.
Eu não tinha sensação nenhuma, sem motivo algum pra nada.
Minha cabeça girava e girava, e no centro do furacão que vinha se formando, eu estava.
Saber o que era aquilo tudo era muito difícil pra mim.
Ultimamente não venho esperando nada.
Ah, eu não sei mais o que fazer.
E eu não espero saber.
Faça o seu comentario!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© 2014 Conspiração Vital - Todos os Direitos Reservados | Design por Ceres Bifano, Diagramação por  Matheus Pacheco.