02/08/2009

Sinceramente,
não sei como você conseguiu se esquecer de mim tão rápido.
Ando segurando minhas mãos que insistem em querer pegar o telefone e discar seu número.
Quero que você faça parte da minha vida novamente.
Sinceramente ...
eu morro de saudades suas.
Só tenho pensado numa forma de te ter perto de mim novamente.
Temos pouco tempo antes que minha teoria se concretize, que eu vá embora, e que nossas chances fiquem escassas.
Eu tenho medo do seu orgulho.
Tenho medo de receber um não como resposta.
Indepedente do que aconteça, quero lembrar-te: ainda te amo.

Um comentário:

  1. aai, teu post é tudo o que eu sinto..
    amei o blog, vou seguir, se puder, faça o mesmo comigo, ok?

    beijos ;*

    ResponderExcluir

© 2014 Conspiração Vital - Todos os Direitos Reservados | Design por Ceres Bifano, Diagramação por  Matheus Pacheco.