23/08/2009

vinte e três de agosto de dois mil e nove ♥

Ceres: Alô?
Beto : Oi. (houve certa animação na voz dele)
Ceres: Sabe quem tá falando?
Beto : Claaaaro que eu sei.
Ceres: Aaaaah, que gracinha,ele reconhece minha voz *-*
Beto : É.
Ceres: O que foi?
Beto : É que eu tou jantando.
Ceres: Ah, então tá bom, depois te ligo.
Beto : NÃÃÃO, já parei.
Ceres: Tá, né.
Beto : (...)
Ceres: Ai, que saudade de você, não vou aguentar mais uma semana.
Beto : É mesmo, custa a passar.
Ceres: Eu vou morrer, Deus.
Beto : (risos)Para, sua boba.
Ceres: Tá bom, tá bom.
Beto : Pois é, já seu irmão tem voz de mulher no telefone.
Ceres: Nãao, claro que não, tá doido?
Beto : Tem sim, claro que tem ._.
Ceres: Eu não acho.
Beto : Eu acho.
Ceres: Caramba, você me ligou pra discutir isso??
Beto : Não.
Ceres: (...)
Beto : Você não está esquecendo de nada não, mocinha?
Ceres: Haan, acho que não.
Beto : NÃO ACREDITO! VOCÊ ESQUECEU! D:
Ceres: Puta merda, esqueci do que?
Beto : A gente faz um mês hoje, Ceres. (a voz dele perdeu o tom)
Ceres: Meu Deus do céu, que dia é hoje?
Beto : 23
Ceres: Tá vendo? Aaah, desculpa, desculpa, desculpa. Esqueci até que dia é hoje, tá vendo?
Beto : Tudo bem.
(Ceres burra, se a gente tá fazendo um mês, claro que hoje é dia 23, deer. A gente tinha discutido outro dia se era 23 ou 24.)
Ceres: Ah Roberto (eu não chamo ele de Beto, por incrível que pareça), que vergonha, meu.
Beto : Calma, tá tudo bem.
Ceres: Noossa, um mês é muito *-*
Beto : Eu crente que você ia falar que um mês é pouco... você vem e fala que é muito!?
Ceres: Nãão, Roberto, eu não falei nesse sentido.
Beto : Tudo bem, tudo bem, Ceres.
Ceres: Só tô dando mancada hoje, meu Deus.
Beto : Ceres, amanhã eu te ligo no mesmo horário mais ou menos.
Ceres: Tá bom ^-^ beijos.
Beto : Tchau.
Ceres: Te amo, tá?
Beto : Mentira, mas eu também te amo.
Ceres: Como assim mentira, moço!? Tá duvidando de mim agora,é?
Beto : Eu não tô duvidando de você, como assim? (a voz dele era de indignado)
Ceres: Claro, tá falando que é mentira.
Beto : Desculpa, é que é difícil de acreditar, sério.
Ceres: *---* onw
Beto : Eu tenho que ir, tá bom?
Ceres: Tá bom D:
Beto : Te amo, te amo, te amo.
Ceres: Eu também te amo, meu lindo.
Beto : Mentira !
Ceres: Desliga logo, bocó!
Beto : Tá bom ... beijo.
Ceres: Beijo.
(E eu ainda não me contentei em desligar o telefone e não repetir que amava ele. Uma vozinha me gritava: CONVICÇÃO, CONVICÇÃO!)

2 comentários:

  1. Ah véi, me dá um Roberto de presente? SAOSJOAISOJIAO Voce escreve mt, parabéns :)

    ResponderExcluir

© 2014 Conspiração Vital - Todos os Direitos Reservados | Design por Ceres Bifano, Diagramação por  Matheus Pacheco.