03/01/2010

- Feliz Ano Novo, Íris !
- É Ceres !


Hm, não posso reclamar.
Ultimamente aqui tem ficado melhor. Passei Ano Novo na casa da minha vizinha que dava/dá em cima do Roberto, que por sua vez, tá viajando desde o Natal.
Meu pai fez pega na rua, por (muita)sorte que não estava no carro com ele. O Léo e o Ícaro chegaram brancos de susto em casa.
A gente descobriu um lugar bom pra pedir sanduíche.
Ontem eu criei coragem e fui ficar na porta de casa conversando com as meninas.
Sim, as meninas; aquelas que não têm nada a ver comigo, elas mesmo.
Meu pai têm falado comigo, pelo menos um pouco.
Em falar em falar, tenho gastado telefone demais.
Terça eu vou cedo pra casa da minha madrinha, vou passar meu aniversário lá, é o melhor que eu faço.
Cheguei à conclusão de que Belo Horizonte é mais animado e mais legal do que Sete Lagoas, mas isso já era de se esperar.
Estou doida pra que as aulas voltem, também cheguei à conclusão de que eu prefiro rotina do que ter nada pra fazer o dia inteiro, todos os dias, ainda mais num lugat chato.
Depois de ter passado um dos maiores desesperos da minha vida, depois de um ataque de pelanca, e ter quebrado a porta, eu tenho ficado mais calma, e eu acho que o resultado disso foi mais de um mês sem espinhas, tô feliz em relação á isso.
Também estou cansada de tanto ler as mesmas revistas.
Quero ler "Dom Casmurro", do Machado de Assis e "O Arcano Nove", da Meg Cabot.
Se minha madrinha me perguntar o que eu quero eu já sei o que dizer, pedir livros pros adultos é sempre bom, a gente ganha certa admiração.
Nossa, fiquei sabendo que aqui tem um menino que se chama AGEMIRO. Não que isso seja importante, mas, quando eu digitei "admiração" eu lembrei disso.
No Ano Novo, pra agradar a minha mãe, eu tirei meu alargador, e quando eu fui por de novo, ele não entrou, agora fechou tudo!
Apesar de eu gostar muito dele, agora eu tenho uma desculpa pro Sérgio pegar na minha orelha de novo. Se esse não for o caso, eu não ligo, porque minha orelha ficou até bem bonita sem ele.
Tenho pensado muito nas hipóteses, no caso de as coisas derem errado. Porque assim, eu nunca sei o que vai acontecer, não tenho certeza de nada ultimamente, e "pensar negativo", de uma certa forma, tem me ajudado.
Aí eu fico naquela: o que vier é lucro, sabe?
Enfim, eu estou bem, obrigado.

Um comentário:

  1. Ceres Fico feliz por estar dando certo em Sete lagoas. Pelo menos eu acho que tá tudo certo. rsrs. Como sempre adoro as coisas que você escreve. rs <3

    ResponderExcluir

© 2014 Conspiração Vital - Todos os Direitos Reservados | Design por Ceres Bifano, Diagramação por  Matheus Pacheco.