24/12/2010

Sobre Pequenos Milagres Natalinos


Já vou começar dizendo que, se caso você não tenha muitos dotes culinários, não tente fazer milagres cozinhando pra família inteira. (é brincadeira)

Dia desses, estava no Silva Jardim, o centro espírita que eu frequento. Cheguei e cumprimentei a todos, como sempre fazia. Quando me viram, disseram que queriam me mostrar uma coisa. Fui atrás. Abriram a porta com cautela, e empurraram, para que eu pudesse ver o milagre com detalhes: eram muitas cestas básicas, aos montes, fazendo pirâmides e escalando a parede, numa sala relativamente média. No canto havia uma mesa  com as quatro pernas tampadas pelas doações; cheia de enlatados em cima.
- Olha o que o espírito natalino não faz! 
Me recostei na soleira da porta, e, também sorridente, admirava o nosso milagre natalino.

Acredito na hipótese de que no Natal, acontecem milagres. Que uma sala pode se encher de doações em alguns dias, que o primo do interior pode ser mais legal do que se imagina, que seu tio pode sim, gostar da música que você aprendeu a tocar no violão, que seu avô goste do seu namorado, e, mais ainda, do fato de ele gostar de você.

Só não quero acreditar que todos os milagres estão concentrados nessa data.
Vamos fazer um Natal diferente. 

Não estou falando em exercitar toda a sua paciência com sua priminha mais nova e com seu irmão,
ajudar com a louça depois da ceia, lavar o carro para o seu pai, fazer um carinho no cachorro hoje.
Estou falando de fazer um pouco disso, todos os dias, para tornar cada data do ano, uma data de milagres.

Um comentário:

© 2014 Conspiração Vital - Todos os Direitos Reservados | Design por Ceres Bifano, Diagramação por  Matheus Pacheco.