19/01/2011

Analogia da Gata


Assim mesmo, gatinha manhosa, espero que fique bem.
Espero que cresça por dentro.
Te desejo o melhor admirando seu pêlo furta cor.
Não faça nada de errado.
Eu te amo e é verídico; mesmo sendo feito da forma mais desvairada que meu coração conhece.
Gatinha manhosa, não pule o muro. Apenas passeie nas telhas, onde eu possa vê-la.
Juro para tu que lhe protejo, onde estiver.
Seja feliz, gatinha manhosa.

4 comentários:

  1. Adorei o poema, igualmente o blog. = D
    Você escreve muito bem *-*, vou seguir :*

    ResponderExcluir
  2. super meigo o poema, muito simpes e tocante.
    beijos.

    ResponderExcluir
  3. Belíssima página Ceres.

    Se puder visite o Verde Vida, dedicado à paz e a causa ambiental.

    http://www.vervida.blogspot.com

    Felicidades em sua jornada.

    ResponderExcluir

© 2014 Conspiração Vital - Todos os Direitos Reservados | Design por Ceres Bifano, Diagramação por  Matheus Pacheco.