31/12/2012

+365 dias de oportunidades

Gosto dessa vibe positiva de todo mundo se desejando feliz ano novo, todo mundo desejando o bem.
É o último dia do ano: dia de revisar tudo o que eu fiz, as atitudes que eu tive que me favoreceram e desfavoreceram, as pessoas que conheci e permaneceram na minha vida e também as pessoas que estou conhecendo e ainda vou conhecer. Se passou um ano e eu não lembro mais que eu era quando comecei nesse mesmo dia a 365 dias atrás.
Se passaram 365 pequenas mudanças na minha vida e agora eu consigo vê-las em seu todo, em toda a sua epifania e sabe o que eu tenho que fazer agora? É muito simples: deixar que elas continuem acontecendo, é só deixar rolar. Você tem deixado rolar? E pra você se ligar, o conceito de deixar rolar é o mesmo de Hakuna Matata!
Então o que eu vim desejar pra vocês nesse feliz final de ano é: HAKUNA MATATA! Tem mais 365 dias chegando aí, aproveite mais.


30/12/2012

Wishlist: Para 2013

Bom gente, eu estou bem animada por inaugurar a tag de listas aqui no blog. É uma coisa que eu sempre pensei em fazer para mostrar pra vocês. Eu separei as coisas que quero adquirir para e no ano que vem. Estou bem animada, porque dia 7 faço 18 anos, e eu tenho muitos planos com a minha maioridade. Sem falar que começo de ano enche a gente de expectativa, não é?


1- Mochila da Accessorize: Eu amo bolsas; mas troco por uma mochila tranquilamente! Nesse ano eu usei muito por causa da escola e do cursinho. Mesmo tendo duas elas não aguentaram pelo tempo de uso. Pelo fato de eu não trocar as minhas mochilas com frequência, acho bem válido investir um pouco a mais. Sem falar que um xadrez sempre vai bem, amei essa combinação de cores.

2- Biquini com estampa galaxy da The Hunt: Outra coisa que eu não compro sempre é biquini. Mal me lembro quando foi a ultima vez que eu fui à um clube. Quando precisei comprar um me atrapalhei toda com o tamanho. O biquini M ficava grande na parte de cima e pequeno na parte de baixo, então meu ultimo não ficou bem. Como emagreci 7 quilos desde então, acho que mereço um biquini novo, e que sirva em mim! 

3- Relógio do Pequeno Príncipe da La Boutique Officiele: Como uso poucos acessórios, tenho apenas um relógio que aliás, está encostado à um tempão. Mas como apaixonada pelo Pequeno Príncipe, estou apaixonada por esse desde a primeira vista.

4- Coleção Friends com as 10 temporadas Completas do Submarino: Gente, estou viciadíssima na série! Por puramente futilidade eu queria muito ter em mãos esse box para ver tudo bem devagarinho, comer muita pipoca e tomar café, claro.

5- All Star Branco de Cano Médio da Loja Vírus: Se me perguntarem qual é o meu calçado preferido eu responderia sem titubear: ALL STAR! Tenho 5 pares, então você pode imaginar o quanto eu uso, né? Não tenho ainda nenhum modelo como esse, e só consigo imaginar como ele combinaria bem com as minhas roupas.

6- Coleção "A Mediadora" de Meg Cabot no Submarino: Li o primeiro livro da série quanto tinha 12 anos. Quando cheguei na ultima página, voltei para a primeira e li de novo. Uma coisa eu posso te dizer: é intrigante, excitante! Agora, só não sei como ainda não li os outros da série. Eles estão num precinho bom, e veem com a bolsa!

7- Livro "Depois dos Quinze" da Bruna Vieira dona do blog Depois dos Quinze na Saraiva: Eu sempre fui fã da Bruna, e acompanho o seu  blog desde o início. Vê-la realizando o (nosso) sonho de publicar um livro me deixa muito animada, e com vontade de ler também! Li várias resenhas sobre, e ele parece ser ótimo!

8- Desodorante Colônia Floratta in Blue, de O Boticário: Esse é meu perfume favorito ever! Vai ver porque  eu não conheço muitos, mas adoro o frescor dele. Não me enjoa (o que acontece com a maioria das fragrâncias mais doces) e eu acho a embalagem linda! Sem falar que minha mãe usava ele também... Quer mais um motivo pra eu gostar?

9- Poster Friends da All Posters: Eu adoro posters, eles são ótimos objetos de decoração, sem falar que são muito estilosos. Como já disse que estou virando fã mesmo de Friends, nada melhor que um poster pro meu quarto. Se você se interessa também, no site você também encontra uma gama de outros posters lindões e produtos diversos. Lá você também pode comprar seu poster já emoldurado ou laminado. Não comprei nada lá, mas parece valer a pena.

10- Notebook Asus da KaBuM!: Eu confio nessa marca, porque tenho ótimas recomendações, e pretendo adquirir um assim. Além de não ter mais que dividir o computador com o resto da família e já querer um assim a bastante tempo. Fiquei sabendo ontem que passei pra segunda etapa da UFMG, então vou ter que pegar muito firme nos estudos, e um notebook vai me ajudar bastante. Vai ser um investimento que vai valer muito a pena.

E aí, já fizeram sua lista pro ano que vem também? Já vi que vou precisar de muita grana ano que vem! 

29/12/2012

Tim Burton


Como existe um espaço reservado para filmes aqui no Conspiração, resolvi escrever sobre meu cineasta preferido: Tim Burton.
Sua historia com a peculiaridade e o terror começaram na infância em um universo de fantasia e é assim que ele mesmo a descreve: como peculiar, imaginativa e perdida em seus próprios pensamentos. Burton sentia não se encaixar em sua família e escola e como fuga disso se perdia nas obras de Edgar Allan Poe e em filmes de terror de baixo orçamento. Também é digno de nota que foi bastante inspirado por Vicent Price (ele ficou conhecido mundialmente por contracenar filmes de terror e suspense e ficou conhecido como "Mestre do Macabro").
Depois que ele se formou no colegial, ganhou uma bolsa da Disney para estudar Animação no Instituto das Artes da Califórnia. Estudou por três anos e foi contratado pelo Walt Disney Studios como aprendiz animador. Trabalhou um tempo num desenho (The Foz and the Hound) até a Disney começar a dar uma liberdade para suas criações,o que resultou em seu curta Vincent em 1982, baseado na vida de Vicent Price e Frankeewenie (que foi a razão por Burton ter sido demitido da Disney) em 1984 que conta a história de um garoto que consegue trazer seu cachorro de volta a vida.
Seu primeiro longa de sucesso foi uma mistura de terror com comédia: Os Fantasmas Se Divertem (ou também conhecido como Beetlejuice) de 1988 e com esse destaque foi convidado para realizar a superprodução Batman em 1989 e que mais tarde teve sua continuação, Batman - O Retorno de 1992 também com sua direção. A partir daí, Burton começou a trabalhar em projetos pessoais como Edward Mãos de Tesoura em 1990, sobre um rapaz que tem tesouras no lugar das mãos. Para este projeto convidou o ator Johnny Depp que então tornaram-se grandes parceiros.
Uma característica marcante do trabalho do Tim Burton é a parceria com os atores que começou com Michael Keaton e Catherine O'hara, mas logo foram substituídos por Depp e por sua atual esposa e mãe de seus dois filhos Helena Bonham-Carter. O primeiro trabalho em conjunto de Depp e Helena foi a dublagem de A Noiva Cadaver em 2005. Ah, também é notável dizer que Winona Ryder também tem grandes participações em seus filmes, apesar de não poder competir com Depp que tem cerca de 7 filmes com o cineasta, Winona participou de Os Fantasmas se Divertem, Edward Mãos de Tesoura e atualmente no segundo videoclipe da banda The Killers dirigido pelo Burton (a música se chama Here With Me) e claro, não posso me esquecer de Danny Elfman para ganhar alguns prêmios por sua melhor trilha sonora, né?
Os filmes mais criticados de Burton são Planeta dos Macacos em 2001 e Ed Wood em 1994 que ganhou 2 Oscars, o de Melhor Ator Coadjuvante (Martin Landau) e de Melhor Maquiagem. Mas, Planeta dos Macacos se destaca por ter sido um fracasso na bilheteria e massacrado por criticas.

Conheça agora a Filmografia completa em ordem cronológica de Tim Burton:
(Atenção: a filmografia é extensa e fiz algumas observações no final dela)





Titulo: The Island of Doctor Agor (curta metragem)
Ano: 1971
Trabalho: Diretor, roteiro
Principais prêmios: - - - - 








Titulo: Stalk Of The Celery Monster (curta metragem)
Ano: 1979
Trabalho: Diretor, produtor, roteiro
Principais prêmios: - - - -






Titulo: Doctor of Doom (curta metragem)
Ano: 1979
Trabalho: Diretor, roteiro
Principais prêmios: - - - -







Titulo: Hansel and Gretel (TV)
Ano: 1982
Trabalho: Diretor, argumento
Principais prêmios: - - - -






Titulo: Luau (curta metragem)
Ano: 1982
Trabalho: Diretor, produtor, roteiro
Principais prêmios: - - - - 






Titulo: Vincent (curta metragem)
Ano: 1982
Trabalho: Diretor, roteiro
Principais prêmios: Audience Award no Ottawa Internation Animation Festival, em 1984.



Titulo: Frankweenie (curta metragem)
Ano: 1984
Trabalho: Diretor, argumento
Principais prêmios:  - - - -





Titulo: As Grandes Aventuras de Pee-Wee (Pee Wee's Big Adventure)
Ano: 1985
Trabalho: Diretor
Principais prêmios:  - - - -









Titulo: Os Fantasmas Se Divertem (Beetlejuice)
Ano: 1988
Trabalho: Diretor
Principais Prêmios: Oscar de Melhor Maquiagem







Titulo: Batman
Ano: 1989
Trabalho: Diretor
Principais prêmios: Oscar de Melhor Direção de Arte






Titulo: Edward, Mãos de Tesoura (Edward Scissorhands)
Ano: 1990
Trabalho: Diretor, produtor, argumento
Principais prêmios: Saturn Award de Melhor Atriz (Winona Ryder), Melhor Figurino (Colleen Atwood), Melhor Trilha Sonora (Danny Elfman), Melhor Ator Coadjuvante (Alan Arkin) e Melhor Atriz Coadjuvante (Dianne Wiest)







Titulo: Batman, o Retorno (Batman Returns)
Ano: 1992
Trabalho: Diretor, produtor
Principais prêmios: Saturn Award de Melhor Maquiagem






Titulo: O Estranho Mundo de Jack (Tim Buton's The Nightmare Before Christmas)
Ano: 1993
Trabalho: Produtor, argumento
Principais prêmios: Saturn Award de Melhor Filme de Fantasia e Melhor Trilha Sonora (Danny Elfman)








Titulo: Ed Wood
Ano: 1994
Trabalho: Diretor, produtor
Principais prêmios: Oscar de Melhor Ator Coadjuvante (Martin Landau) e Melhor Maquiagem








Titulo: Um Gaiato no Navio (Cabin Boy)
Ano: 1994
Trabalho: Produtor
Principais prêmios: - - - -








Titulo: Batman Eternamente (Batman Forever)
Ano: 1995
Trabalho:  Produtor
Principais prêmios: Universe Reader's Choice Award de Melhor Filme de Fantasia e Melhor Trilha Sonora (Elliot Goldenthal)









Titulo: Marte Ataca! (Mars Attacks!)
Ano: 1995
Trabalho:  Produtor
Principais prêmios: Saturn Award de Melhor Trilha Sonora









Titulo: James e o Pêssego Gigante (James and the Giang Peach)
Ano: 1996
Trabalho: Produtor
Principais prêmios: KCFCC Award de Melhor Animação








Titulo: A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça (Sleepy Hollow)
Ano: 1999
Trabalho: Diretor
Principais prêmios: Oscar de Melhor Direção de Arte






Titulo: The World of Stainboy (curta metragem)
Ano: 200
Trabalho: Diretor, roteiro
Principais prêmios: - - - - 









Titulo: Planeta dos Macacos (Planet of the Apes)
Ano: 2001
Trabalho: Diretor
Principais prêmios: BMI Film Music de Trilha sonora (Danny Elfman)








Titulo: Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas (Big Fish)
Ano: 2003
Trabalho: Diretor
Principais prêmios: - - - -








Titulo: A Fantástica Fábrica de Chocolate (Charlie and the Chocolate Factory)
Ano: 2005
Trabalho: Diretor
Principais prêmios: Empire Award de Melhor Ator (Johnny Depp)







Titulo: A Noiva Cadáver (Tim Burton'ns Corpse Bride)
Ano: 2005
Trabalho: Diretor, produtor
Principais prêmios: Saturn Award de Melhor Animação








Titulo: Bones (videoclipe da banda The Killers)
Ano: 2006
Trabalho: Diretor
Principais prêmios: - - - -








Titulo: Sweeney Todd, o Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet (Sweeney Todd: The Demon Barber of Fleet Street)
Ano: 2007
Trabalho: Diretor
Principais prêmios: Oscar de Melhor Direção de Arte











Titulo: 9, A Salvação (9)
Ano: 2009
Trabalho: Produtor
Principais prêmios: - - - -








Titulo: Alice no País das Maravilhas (Alice in Wonderland)
Ano: 2010
Trabalho: Diretor
Principais prêmios: Oscar de Melhor Figurino e Direção de Arte









Titulo: Sombras da Noite (Dark Shadows)
Ano: 2012
Trabalho: Diretor
Principais prêmios: - - - -








Titulo: Made From Ox Gut (adaptação de curta metragem de Von Chrow)
Ano: 2012
Trabalho: Produtor
Principais prêmios: - - - -











Titulo: Frankweenie
Ano: 2012
Trabalho: Diretor, produtor, argumento
Principais prêmios: - - - -









Titulo: Here With Me (videoclipe da banda The Killers)
Ano: 2012
Trabalho: Diretor
Principais prêmios: - - - -








Titulo: Big Eyes
Ano: 2013
Trabalho: Produtor
Principais prêmios: - - - -






A primeira observação sobre a filmografia é no caso sobre a expressão "Argumento" (se você passou o olho viu que em trabalho estava escrito isso junto a Produtor Diretor etc), argumento cinematográfico é basicamente quem deu a ideia base para a obra como um roteiro e é quem desenvolve a ideia.  Para saber mais especificamente como funciona clique aqui.
A segunda observação é que eu copiei essa lista do Wikipedia e como todos nós sabemos não dá pra confiar muito lá e eu estou com várias dúvidas sobre esse curta-metragem "Made From Ox Gut", então caso você saiba se isso é verídico ou tenha alguma informação, por favor contribua com um comentário!
A terceira observação é um comentário sobre Big Eyes. Não tem capa porque ainda vai estrear e não tem muitas informações sobre isso na rede (procurei no Filmow, eu sempre fico sabendo sobre filmes novos por lá e esse é um filme cadastrado, veja aqui, e sem comentários de que seja só um boato como tem rolado sobre o filme "O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares" e um remake de "Pinóquio").
Por fim, a maioria dos filmes do Burton foram filmes que marcaram a minha infância e adolescência. Ainda assisto suas obras antigas, que são clássicos pra mim. Filmes como Big Fish, que já vi incontáveis vezes e sinto vontade de ver frequentemente que mudam muito o ponto de vista da gente.
Atualmente estou esperando que Burton volte a produzir obras sensacionais no mesmo nível de Edward, Beetlejuice, Sleepy Hollow e suas obras mais antigas porque tenho o julgado muito preguiçoso desde o remake de Alice in Wonderland, que sinceramente me decepcionou. Depois de Alice, as obras que assisti foram Dark Shadows e Frankweenie. Não gostei de Dark Shadows porque ele é baseado numa série americana antiga que eu não assisti e nunca nem tinha ouvido falar, então não tenho com o que comparar. Gostei muito de Frankweenie (afinal, é uma animação e Burton é um dos melhores animadores, se não for o melhor - me desculpe aí Pixar!) e vou procurar assistir o curta pra dar uma leve ampliada na minha opinião. Assisti também o novo videoclipe da banda The Killers e gostei muito, senti que levemente o Burton está voltando para o "the dark side of the moon". Ah, as obras que eu ainda assisti são: Ed Wood, Cabin Boy, Planeta dos Macacos (esse eu não pretendo assistir mesmo), 9 e seus curta metragens.

Se quiserem disponibilizar links de donwloads para os curtas (especialmente Vicent) e os filmes fiquem a vontade!

(Fontes de pesquisa para a construção desse artigo: 1 - 2 - 3)

27/12/2012

De mais ninguém


Apesar de tudo, eu iria. Eu tinha certeza de que devia fazer aquilo, me faria feliz. Após nossos encontros destilados em segundas ou terceiras intenções, eu ia rumo à sua casa, verificando se meu all star estava limpo a cada passo que eu dava. De qualquer forma, o all star não importava, então preferi ter certeza que o decote da minha blusa teria uma boa vista. Sabe aquela minha favorita? É aquela que tem uns botões em ouro velho. 

Arrastando os pés e chutando as pedras, cheguei à sua casa. Comumente você estaria tomando banho. Dessa vez não foi diferente. Quando saiu com o rosto molhado - não lembro se seu cabelo estava maior - eu apenas sorri para você. Você me olhou, me segurou pelos braços e retribuiu o sorriso. Nos seus olhos consegui ler "Sua louca, não acredito que você veio mesmo!" e depois um "Meu Deus, ela gosta de mim!". 

E é, eu gosto de você. Também devo admitir que você deve ter planejado aquilo tudo. Estar sem camisa e ter colocado Los Hermanos pra tocar antes de entrar no banho foi no mínimo, um golpe muito mais baixo que meu decote. Não consegui focar no seu possível plano. Ficamos nos olhando por um tempo, e eu continuei tentando desvendar o que se passava na sua cabeça. Era diferente para nós aquela sensação de que havia uma barreira entre nós. 

Nos segurávamos pelo braço, nos olhávamos, sorríamos e aquilo era quase que suficiente. No coração, eu já estava calma, afinal, eu estava no seu quarto, e você estava me encostando na parede. Quando chegou bem perto, elogiou a flor que estava no meu cabelo. E se aproximou mais, e mais... Tínhamos nos beijado antes, mas aquele era intercalado por sorrisos. É, eu sorrindo de novo. E não conseguia parar. Apoiei meus braços na sua nuca, e fiquei feliz por ter decidido ir ver você, por decidido que nós merecíamos uma nova chance. Te sorri e beijei de olhos fechados, derreti em cada abraço apertado, molhado e com cheiro de banho. 

Nos sentimos e nos deliciávamos com o fato de aquilo era nosso, de mais ninguém. A barreira, nunca foi nossa. Apenas deixamos que a erguessem ali. Essa desmoronou quando fui pra casa, larguei a bolsa no canto do quarto e entrei no banho pra só querer ver você sair do seu. 

O som de Daniel Pohl



"Googlando" por aí, encontrei o Daniel Pohl . Ele é brasileiro e manda muito bem no canto e no violão; fazendo covers que vão de Damien Rice, passando pelo hit Gangnam Style e indo à Projota! É impressionante, porque ele fez cover de TODAS as minhas músicas favoritas! ♥ Isso nunca aconteceu com nenhum cantor antes, tô adorando!

Enfim, pensando nisso, eu separei exatamente os meus xodós para mostrar para vocês, mas você vai achar muito (muito mais mesmo) no seu canal do youtube.









Para saber mais sobre o nosso mais novo ídolo, siga ele no twitter e curta sua página no facebook.

26/12/2012

Filme: Detona Ralph


O filme Wreck-it Ralph (Detona Ralph, em português) é a nova animação da Disney, e promete ser sucesso mundo afora. Em seu lançamento nos EUA no dia 2 de novembro, o filme liderou o ranking da semana, arrecadando US$49,10 milhões em três dias, segundo o site Boa Diversão.

Bom, o longa conta a história de Ralph, um vilão de um típico jogo de fliperama que quer nada menos que ser o mocinho e merecer as devidas atenções. Ele até descobre um meio de alcançar a condição de "mocinho", mas até lá rende muita história, viu. (Se eu contar não vai ter graça!)

Enfim, esse sim é um triunfo nostálgico para os gamers, pois em Detona Ralph tem personagens como o Sonic e o Pacman, que marcaram os anos de 80 e 90.

Pena que aqui no Brasil vamos ter que esperar até janeiro, mas estamos ansiosos!
Para ter um gostinho, confere o trailer ai:



E aí, quais são suas expectativas sobre ele?

Referências: Cinema com Rapadura e Pernambuco Nerd 

Sobre o natal


Já fazem alguns anos que o natal começou a perder o sentido pra mim por quem deveria unifica-lo: minha família. Não vejo e não sinto esse espirito natalino que invadiu meu feed de noticias do facebook ontem e anteontem. Claro que acredito que você possa ter esse espirito natalino e usar seu gorro e amar todo mundo, cada um tem a sua crença.
Mas sobre a minha frustração e não, não vou reclamar sobre a escassez de meus presentes natalinos é que: quando eu era criança e não via a maldade das pessoas achava que meus natais eram perfeitos com aquela mesa farta e a família UNIDA e REUNIDA. Quando fui crescendo e me sentindo cada vez mais deslocada e me tornando mais critica quanto ao caráter das pessoas percebi que minha família não era como eu achava que tinha que ser. O natal na minha concepção era acima de tudo uma ocasião de união e de festa e alegria, não que minha família só deveria estar junta uma vez no ano. Comecei a perceber como na verdade era uma grande hipocrisia, onde eles estavam no resto do ano? Porque não éramos participativos uns nas vidas dos outros? Porque não tem espaço para isso? Porque não existe o interesse em uns pelos outros? São esses questionamentos que ficam na minha cabeça e a única coisa que posso aceitar como resposta é simplesmente o que eu vivo, que eu vivo envolvida numa grande hipocrisia. Vivo cercada de pessoas que não se conhecem e não sabem quem são e isso não é família.
Eu não precisei esperar o ano todo pra chegar a essa conclusão mas precisei esperar o ano todo por uma época que trouxesse a tona o valor da família.

Ensino Médio



Assim que cheguei ao primeiro ano fiquei extremamente ansiosa: só faltavam mais dois anos. No começo do segundo, animadíssima com essa ideia da escola acabar e no começo do terceiro já estava fazendo planos pra como seria viver sem o Instituto de Educação de Minas Gerais (IEMG) na minha vida.
Minha historia, não, minha saga estudantil no IEMG começou na primeira série em 2002 e acho que vocês perceberam que eu só saí de lá quando me formei. Claro que vou dizer o que vocês querem saber: estou ajoelhando e dando graças ao meu bom Senhor por eu ter me formado sem nenhuma bomba, sem nenhum ano a mais lá! Porque só os dias a mais que eu tive que ficar naquele prédio rosa e estudando em casa por causa da recuperação equivalem por um aninho a mais! haha Esperei o ano todo por esse momento de me formar e excluir toda a ralé (me desculpe você que está lendo esse adjetivo e se sinta ofendido) da escola das minhas redes sociais porque agora já não sou mais obrigada a conviver e espero que entendam que eu os tinha não por uma questão de querer vigiar vocês e rir de suas fotos (ok, eu fazia isso as vezes...culpada! rs) mas era uma questão de necessidade de informação sobre a nossa instituição de ensino e agora meu querido ou minha querida, NÃO nos veremos nunca mais.
Agora eu estou livre desse fardo de anos. Acho que vocês devem estar um pouquinho só curiosos e se perguntando "se era um fardo e você odiava tanto aquele lugar porque nunca mudou de escola?!" e eu lhes responderei a resposta mais obvia de todas: acontece que o IEMG é uma escola comoda para os filhos dos meus pais estudarem, é bem elogiada (por quem não estuda lá, claro) e é bem localizada - com bem localizada quero dizer perto da minha casa.
Então agora sou um lindo pássaro ruivo solto! Mas vou admitir que estou perdida... meu mundo é tão pequeno e limitado, não sei até onde posso ir. A única realidade que eu conhecia era a realidade do IEMG.



"Mas peraí Ana,e a faculdade?" É claaaaaaaro que eu deixei que toda aquela pressão da mídia, da família e da escola cair sobre meus ombrinhos nesse último ano. Fiz o ENEM sofrendo, corrigi o gabarito online e é uma coisa que eu não recomendo a fazer, porque você pode se decepcionar muito como eu e ir totalmente desanimado no outro dia e fazer uma péssima prova... só Deus sabe meu resultado dessa prova. E bom, como nas fotos vocês já podem ter reparado que a mocinha aqui botou na cabeça que faria Artes Plásticas na UEMG e a trágica historia é que eu fiquei pra excedente. Tem coisa pior que te deixarem no meio do muro sem saber o que vai acontecer?! Tentei a primeira etapa que foi um dia de desenho de observação e no outro desenho de criação: passei. Fiz a segunda etapa completamente otimista, eram 25 vagas e 2,40 candidatos por vaga (bem que a mamãe avisou pra não cantar vitória antes da hora) e eu não consegui. Fiquei em 30º lugar e atualmente estou esperando que alguns candidatos desistam porque afinal é ARTES PLÁSTICAS E NÃO VAI TE LEVAR A LUGAR NENHUM! (quem sabe algum concorrente meu não lê isso e fica comovido).
Enfim é isso: não tenho pra onde ir. Me formei. Vou ter que prestar vestibular de novo e dessa vez pretendo fazer um cursinho pra matemática não ficar de palhaçada comigo como fez na segunda etapa da UEMG que intrigantemente foi a prova geral com todas as matérias.



Eu queria dizer muita coisa sobre toda essa mudança, especialmente de  costume, mas tudo está se resumindo mesmo é em saudade. Apesar de todos esses anos torturantes que não passavam, chegou no fim e tiveram coisas lindas também. É um saco sempre ser uma pessimista-apelativa (olha, nem posso mais perguntar a minha professora de português se isso tá certo) mas vou contar uma coisinha: meus melhores anos foram lá. Os meus amigos de hoje são meus amigos desde sempre, que estudaram comigo e eu sei que estarão sempre ao meu lado.
Eu acreditava que a gente não ia se afastar, mas agora... tá tudo bem distante. Aquelas malditas 5 horas por dia fazem falta nessa questão do convívio e da falta dos amigos de verdade que eu sei que ainda vou me divertir muito. Mas me faz feliz saber que agora finalmente cada um vai pro seu rumo artístico, engenheiro, publicitário ou nutricionista. É um surto de desabafo psicótico da Ana, mas também é um agradecimento. Obrigada. <3

24/12/2012

Coleção de experiências


Outro alívio no meu coração: o fim do ano letivo (o primeiro era o suposto fim do mundo). Não sentirei saudades. Uma coisa que eu aprendi é que no fundo, as pessoas só se aproximam uma das outras por conveniência. Quero dizer, elas podem simplesmente não fazer mais questão de você. A parte engraçada disso tudo é que logo quando você aprende a falar "não", fica extremamente explícito que todos à sua volta gostam mesmo é de um "sim". Você enxerga que todos os seus relacionamentos (eu digo isso com veemência, considerando pouquíssimas exceções) se baseiam firmemente no fato de você ter algo para oferecer; mas não existe em nenhum lugar, a reciprocidade. 

Foram três anos, e no final, as "amizades" só foram decepções. Melhor dizendo, serviram de experiência; me fizeram crescer mais forte. Enxergar as pessoas de uma maneira mais imparcial e realista  é o que vai me mover daqui pra frente. Isso sim é um alívio. As frustrações agora me pouparam de outras piores futuramente.

Sabe, estou ficando velha. Minha coleção de experiências está aumentando, e a lista de promessas para mim mesma está diminuindo. Aprender com as surpresas, com as desavenças, com o imediato e com o sem planejamento, nesses dias, me fizeram uma pessoa melhor. No final das contas, nada que almejamos ou planejamos para nossa vida acontece, e mesmo assim tudo corre bem. Talvez até melhor. Afinal, nem tudo está nas nossas mãos.

Claro que as coisas fugirem do controle é sempre desesperador, mas "se não deu certo, é porque não chegou o final", como disse Charles Chaplin. Pretendo levar isso pro ano que vem, e todos os que virão. Colecionar as experiências de forma positiva é sempre melhor do que simplesmente enxergá-las como frustrações. Essas... só existirão de você permitir. Portando colecione suas experiências, feito figurinhas, para sempre ter o aprendizado delas consigo; e levar seu próximo de forma mais amena e feliz.

21/12/2012

Versões: Heartless



Se tem uma coisa que eu adoro é quando uma música é boa, faz sucesso, e depois que é regravada, consegue ficar melhor ainda! ounão Por isso achei legal criar a tag Versões para mostrar aqui no blog casos como esses, o que vocês acham?

Então, à algum tempo ouvi a versão do The Fray de Heartless e simplesmente me apaixonei. Lá pela segunda ou terceira vez que eu a ouvi, pensei: "Já ouvi isso em alguma lugar...".
Pesquisei e lembrei que na verdade a música é do Kanye West! E mais: também foi gravada pelo Justin Bieber! (numa versão bem mais simples, só no violão)

Os clipes também são lindos: meu preferido é o do Kanye, e a versão que eu mais gosto é da do The Fray! E você?

Assista aos clipes e opine!

A original


Versões




De qual vocês mais gostaram? Vota aí!




19/12/2012

Tatuagem com a amiga



Já pensei em vários desenhos pra minha primeira tatuagem , mas resolvi adiar porque quero fazer com uma amiga que mora em São Paulo. Conversamos pela internet desde 2009 (ou será 2008?) , e sempre tivemos a vontade de nos conhecermos. Já que eu vou fazer 18 primeiro, nada mais justo que eu vá visitá-la. Não tem nada muito certo ou confirmado, mas ja combinamos que faremos uma tatuagem juntas quando eu for pra lá!

Pensando nisso, eu pesquisei alguns desenhos que eu faria com a minha amiga (ou não, eu gosto da Hello Kitty, mas não tanto), e estou muito em dúvida!
Qual delas você faria?












E aí? De qual vocês gostaram mais? Comentem!
© 2014 Conspiração Vital - Todos os Direitos Reservados | Design por Ceres Bifano, Diagramação por  Matheus Pacheco.