10/08/2012

Amadureceu


Assim como o amor acaba, começa, ou até mesmo se perde; ele amadurece.

O fato é que quando esse tipo de coisa acontece, principalmente se for com você, provavelmente achará que o amor acabou. 

É que começa assim: vocês não se falam um dia, e você não morre por isso. Dorme feito um bebê, e acorda feliz porque sonhou que estava andando de bicicleta com quem deixou o celular desligado no dia anterior. Depois vocês transam, e cinco minutos depois estão rindo juntos enquanto veem Padrinhos Mágicos. Não tem mais aquela vergonhazinha de comer um perto de outro, e o pior dos patamares: vocês se beijam pela manhã, antes de escovar os dentes. E ele, depois de um tempo, vai saber exatamente onde você tem celulite. Também vai te evitar nos dias de TPM e admitir que você fica chata quando acorda. 
Vocês vão fazer faculdade, o tempo vai se esvair, e, mesmo assim, vai estar tudo bem.

O que eu posso te dizer é que, apesar dos pesares, isso tudo é uma delícia. Porque, se o amor superar essa coisa de 'amadurecer', ele com certeza deve suportar alguma coisa pior: as contas para pagar, criança chorando no seu ouvido, ou até mesmo não ter nada disso para suportar.

Aprendi que não é toda hora que o amor é aquele que a gente sonha. Aceitar o outro, o tempo, as decisões, o modo de amar e até mesmo quando o outro não quer (ou consegue) demonstrar todo amor que ele sente por você também é amar.
Parece que não, mas é difícil pensar no outro como ser humano. Talvez essa seja a chave.

Sabe, continua sendo amor. O jeito de amar é que muda. E mesmo assim vale muito a pena, até dando errado.

2 comentários:

© 2014 Conspiração Vital - Todos os Direitos Reservados | Design por Ceres Bifano, Diagramação por  Matheus Pacheco.